Bem-vindo ao Tuners.com.br Tudo sobre Injeção eletrônica programável..
Página 3 de 3 PrimeiroPrimeiro 123
Resultados 21 a 27 de 27
  1. #21
    Member
    Data de Ingresso
    Apr 2016
    Posts
    48
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    Elfs     R$ 0.00
    escreva-se 1000 e não 10000
    Citação Postado originalmente por Elfs Ver Post
    Pra conferir a sonda medindo a corrente IPump , esta condição é valida se o controle da temperatura estiver funcionando corretamente.

    Note for calculation of the sensor signal IP when using a control unit AWS or CJ110:
    Output voltage AWS : VAWS / V = 2.5 + 1.648 * IP / mA
    Output voltage CJ110 : VCJ110 / V = 1.5 + 1.053 * IP / mA

    Por dedução própria
    A parte constante 2,5 ou 1,5 é o valor para lambada igual a 1 ou seja IP = 0
    Quando não temos este valor podemos medir a tensão de saída do condicionador sem conetar a sonda, isto força IP=0
    Para verificar o valor de lambda medimos a tensão sobre o resistor de 61.9 e calculamos IP, com o valor de IP podemos calcular o valor de lambda ( A tensão é a mesma que aparece sobre o resistor de calibração da sonda).
    Para verificar a tensão de saida do condicionador podemos calcular o ganho de tensão dividindo a constante que multiplica IP por 61,9 ( como a equação esta normalizada para miliamperes devemos multiplicar o resultado por 10000).
    Conferindo para o CI CJ110 temos 1,053/61,9 * (1000) = 17 este valor condis com os dados do manual da LSU 4.2 onde v=17. Para a sonda LSU 4.9 são apresentados os valores para v=8 e v=17 o que nos permite confirmar os valores.

    Para condicionadores baseados nos parâmetros da Bosch podemos avaliar estes valores descobrindo o ganho de tensão do circuito, isto é verificar o valor de IP para alguns valores de lambda conhecidos e calcular o ganho, isto nos permite gerar uma tabela de tensão de saída x lambda.

  2. #22
    Member
    Data de Ingresso
    Apr 2016
    Posts
    48
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    Elfs     R$ 0.00
    Ou será que é dividir kkkkkkkk

  3. #23
    Member
    Data de Ingresso
    Apr 2016
    Posts
    48
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    Elfs     R$ 0.00
    Alguém consegue abrir os arquivos da 14.7 free e salvar em PDF e disponibilizar, pode ser somente os esquemáticos.

  4. #24
    Junior Member
    Data de Ingresso
    Mar 2016
    Posts
    18
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    VagnerEspeto     R$ 0.00
    ELFS com algumas medidas que fiz no condicionador ODG cheguei em 2,8 Volts para lambda 1 na sonda 4.9 com a resistência de 79 ohms, acredito que seja os 61,9 do condicionador + 17,1 ohms do chicote. Com uma conversa que tive com o pessoal da ODG eles me deram a seguinte formula para a 4.9 Lambda*6,4789-3,6225 e Lambda*7,0769-4,4 para a 4.2.
    Não consegui respostas de onde eles tiraram estes valores da formula mas aparentemente bate com as medições que fiz no carro.

    Segue o pdf do condicionador SLC free
    SLC_Free_PCB.pdf

  5. #25
    Junior Member
    Data de Ingresso
    Mar 2016
    Posts
    18
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    VagnerEspeto     R$ 0.00
    Uma Duvida, este condicionador seu simula a Narrow? Seria interessante para quem vai usar a mega em paralelo com a IE original, assim não precisar soldar outra porca da sonda no escape

  6. #26
    Member
    Data de Ingresso
    Apr 2016
    Posts
    48
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    Elfs     R$ 0.00
    Citação Postado originalmente por VagnerEspeto Ver Post
    ELFS com algumas medidas que fiz no condicionador ODG cheguei em 2,8 Volts para lambda 1 na sonda 4.9 com a resistência de 79 ohms, acredito que seja os 61,9 do condicionador + 17,1 ohms do chicote. Com uma conversa que tive com o pessoal da ODG eles me deram a seguinte formula para a 4.9 Lambda*6,4789-3,6225 e Lambda*7,0769-4,4 para a 4.2.
    Não consegui respostas de onde eles tiraram estes valores da formula mas aparentemente bate com as medições que fiz no carro.

    Segue o pdf do condicionador SLC free
    SLC_Free_PCB.pdf
    Vagner
    Pela tabela da ODG para lambda 1 temos 2,7V, no caso medir é bastante complicado devido que nesta faixa uma diferença de 0,01 no lambda altera muito a tensão de saida

  7. #27
    Member
    Data de Ingresso
    Apr 2016
    Posts
    48
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    Elfs     R$ 0.00
    Citação Postado originalmente por VagnerEspeto Ver Post
    ELFS com algumas medidas que fiz no condicionador ODG cheguei em 2,8 Volts para lambda 1 na sonda 4.9 com a resistência de 79 ohms, acredito que seja os 61,9 do condicionador + 17,1 ohms do chicote. Com uma conversa que tive com o pessoal da ODG eles me deram a seguinte formula para a 4.9 Lambda*6,4789-3,6225 e Lambda*7,0769-4,4 para a 4.2.
    Não consegui respostas de onde eles tiraram estes valores da formula mas aparentemente bate com as medições que fiz no carro.

    Segue o pdf do condicionador SLC free
    SLC_Free_PCB.pdf
    Não entendi a questão dos 17,1 ohms, onde mediu estes 79 ohms, a fiação jamais dará este valor. A tensão de 2,7V é entre GND e o ponto onde fornecemos corrente de pump para a sonda.
    Medindo a tensão sobre o resistor de 61.9 podemos calcular a corrente de referencia e com este valor podemos ir na tabela do datasheet Bosch e verificar o real valor de lambda, porem com uma condição a temperatura da sonda deverá estar
    no valor exato, acho que 600°C, e para medir esta temperatura medimos a resistência da célula nearst ai reside a diferença entre a 4.2 e a 4.9 para a 4.2 o valor desta resistência é de 80 ohms e para a 4.9 é de 300 ohms.
    O controle da temperatura é baseado neste valor de resistência e a corrente Ipump é em função do equilíbrio estequiométrico na segunda célula nearst ou seja 0,45V.

 

 
Página 3 de 3 PrimeiroPrimeiro 123

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •