Bem-vindo ao Tuners.com.br Tudo sobre Injeção eletrônica programável..
Página 3 de 3 PrimeiroPrimeiro 123
Resultados 21 a 24 de 24
  1. #21
    Senior Member
    Data de Ingresso
    Mar 2016
    Localização
    São Paulo
    Posts
    133
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    Dinho-MSBR     R$ 0.00
    Bom, atualizando...

    Consegui finalizar a ligação das mangueiras, e fazer a flange para colocar o sensor map no intercooler!!

    Seguei algumas fotos! Acho que consegui fazer de forma que não vá me dar problema por bom tempo!!!
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos IMG_20170207_174623.jpg   IMG_20170207_174605.jpg   IMG_20170206_174000.jpg   IMG_20170206_161930.jpg   IMG_20170207_161403.jpg  

    Já leu o manual hoje??

  2. Likes Goodman liked this post
  3. #22
    Senior Member
    Data de Ingresso
    Mar 2016
    Localização
    São Paulo
    Posts
    133
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    Dinho-MSBR     R$ 0.00
    Segue mais uma foto!
    Miniaturas de Anexos Miniaturas de Anexos IMG_20170207_201325.jpg  
    Já leu o manual hoje??

  4. #23
    Junior Member
    Data de Ingresso
    Aug 2017
    Posts
    10
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    max wendel     R$ 0.00
    Boa noite Dinho tudo bem? Seu pistão a cabeça é reta quanto de taxa estática este motor tem?
    faço a pergunta porque tenho um motor 1.8 AP pistão 81,94mm concavo, fiz o calculo de taxa e deu beirando 8 de taxa mas vou andar com pouca pressão no alcool.

  5. #24
    Junior Member
    Data de Ingresso
    Oct 2018
    Posts
    2
    Post Thanks / Like
    Total Contributions For

    Sérgio Martiniuk     R$ 0.00
    Caro Dinho: Muito interessante seu projeto e pelo que entendi, você pretende alcançar 180 CV no motor para elevar a velocidade final do carro. Independente dos acessórios e implementos que melhoram a potência, o que vale em si é a potência final do motor. Observei a tabela de velocidade com as marchas, onde você se usou de uma equação linear ou do pirmeiro grau. No entanto a velocidade final de um bólido é determinada por uma equação de terceiro grau. Isso, trocando em miúdos, quer dizer que para dobrarmos a velocidade final de um veículo, devemos multiplicar a potência por oito. Se, por exemplo, o veículo faz 180 km/h com uma potência de 140 CV, se você elevar essa potência, sem alterar as características aerodinâmicas, para 210 CV, ou aumentar 50% a potência, a velocidade final será igual à raiz cúbica de 210/140 multiplicada pela velocidade final com a potência inicial, no caso 1,1447 x 180 CV = 206 km/h. Com isso, se você quer romper a barreira dos 300 km/h basta dividir 300/180 = 1,666... depois, você eleva esse número a terceira potência ----> 1,666...³ = 4,63. Esse número é o número de vezes que você deve multiplicar a potencia para chegar aos 300 km/h, no caso, 4,63 x 140 CV = 648 CV. Concluindo:
    Para elevar a velocidade de um veículo para 300 km/h, sem alterar suas características aerodinâmicas, quando esse tem a potência de 140 CV e atinge 180 km/h, sua potência deve ser elevada para 648 CV. Por isso, os bólidos da F-1 precisam de potência superior a 750 CV para ultrapassarem os 320 km/h já que possuem um baixo perfil e um coeficiente aerodinâmico bem baixo.

 

 
Página 3 de 3 PrimeiroPrimeiro 123

Permissões de Postagem

  • Você não pode iniciar novos tópicos
  • Você não pode enviar respostas
  • Você não pode enviar anexos
  • Você não pode editar suas mensagens
  •